Topo
16 Bits da Depressão

16 Bits da Depressão

Categorias

Histórico

16 Perguntas para Daniel Pesina, o Jhonny Cage de Mortal Kombat

16 Bits da Depressão

22/09/2019 04h00

Hoje tenho a gratificante oportunidade de entrevistar uma carismática figura do cenário retro gamer mundial, que gentilmente topou um papo bem humorado aqui no START.

Nosso querido Daniel Pesina, reconhecido por interpretar Johnny Cage e todos os ninjas de Mortal Kombat I e II, tirou um pouco de seu tempo para cair na zoeira respondendo a 16 Perguntas da Depressão. Confira:

16 Bits: Você deve saber que é uma das personalidades mais queridas pela comunidade brasileira de retro games, dada a euforia dos fãs durante suas passagens pelo Brasil. Você sente essa receptividade em qualquer lugar que vá ou é algo exclusivo na América Latina?

Pesina: Uau! É uma honra receber tanto amor. A América Latina possui uma profunda paixão por retro games, e demonstram isso mais abertamente ou mais vocalmente que qualquer outro lugar em que eu estive. Meus primos latinos não têm medo de expressar seu amor pelo jogo e eles me fazem sentir em casa. Definitivamente, é como uma família.

16 Bits: Além de todos os ninjas originais de Mortal Kombat, você também é conhecido por seu papel como Johnny Cage. Seria correto dizer que o carisma do personagem só existe por causa do carisma de Daniel Pesina?

Pesina: Fui agraciado de poder dar um pouco de personalidade a cada lutador. Era mais fácil aplicar um pouco de mim mesmo. Era um conceito aberto para o primeiro Mortal Kombat porque nós realmente não sabíamos onde iríamos com isso. Foi bastante experimentação.

16 Bits: Sabemos que havia empresas e uma equipe de atores totalmente diferentes envolvidos nas adaptações cinematográficas do jogo. O que você acha delas?

Pesina: Estou ciente que uma empresa distinta comprou os direitos do jogo e eles podiam fazer o que achavam melhor. Eu gostaria que o filme fosse mais sombrio, assim como o jogo.

16 Bits: A maioria das pessoas pode não saber que você atuou no filme "Tartarugas Ninja – Parte 2" como um soldado, levando uma surra do Donatello. Doeu?

Pesina: Trabalhos de acrobacias naqueles tempos eram totalmente diferentes do que são agora. Precauções de segurança eram bem diferentes. Me recordo de ter machucado algumas vezes mas nunca reclamei muito porque tudo aquilo era por um grande filme.

16 Bits: O Donatello teria alguma chance se você estivesse na pele de Johnny Cage?

Pesina: Johnny Cage definitivamente "não tem medo de morrer", como diz na canção. Eu acho que ele seria um grande amigo das Tartarugas Ninjas.


16 Bits: Falando de crossovers, se houvesse algum jogo de Mortal Kombat vs Street Fighter, em que personagem você gostaria de ver Johnny Cage aplicando um Fatality?

Pesina: Naquela época eu joguei Street Fighter e realmente gostei. A pessoa que vence geralmente pratica mais e eu pratico muito. Todos eles iriam perder! FIGHT!

16 Bits: Já que estamos falando de Fatalities, o Mortak Kombat clássico é conhecido como o primeiro a ser recomendado para maiores e até censurado por conta de seu conteúdo explícito. Você acha que videogames têm algo a ver com a violência que vemos na sociedade hoje em dia?

Pesina: Nosso sistema social mudou, e nossos políticos falharam conosco. Quando era mais jovem meus pais estavam sempre por perto para me guiar em normas de convívio. Eles foram enfáticos em me dizer para ser uma pessoa gentil. Hoje em dia, pais precisam ter dois empregos e trabalhar horas extras apenas para pagar por suas necessidades básicas. Raramente há salários mínimos na maioria dos países. Então políticos culpam os pais de não prover valores sociais para suas crianças, sendo que eles são os principais responsáveis por pais mais ausentes em casa. É mais fácil para políticos culparem outros pelos problemas que eles criaram do que consertar os problemas.

É mais fácil para políticos culparem outros pelos problemas que eles criaram do que consertar os problemas

16 Bits: Deixe-me ver se entendi. Você nunca pensou em socar alguém que disse que Street Fighter é melhor que Mortal Kombat?

Pesina: Todos somos gamers. Se você prefere Street Fighter, sem problemas. Aproveite o jogo, meu amigo! #FRIENDSHIP

16 Bits: Outra curiosidade pessoal: nós, seus fãs, estamos envelhecendo, os personagens de Mortal Kombat estão envelhecendo, mas você definitivamente não parece ter 60 anos. O Shang Tsung te ensinou alguns poderes de rejuvenescimento?

Pesina: (Risos) Quem dera! Meus ossos envelheceram.

16 Bits: Sério, qual é seu segredo de juventude?

Pesina: Eu adoro praticar artes marciais tradicionais. Elas são profundas em filosofia e o aprendizado nunca acaba. É como um quebra-cabeças para a mente e o corpo.

16 Bits: Você ainda é capaz de reproduzir os golpes de artes marciais que você aplicava naquele tempo, incluindo o "soco no saco"?

Pesina: Agora leva mais tempo para que eu consiga me alongar para o "Nut Punch"! Mas eu diria que minhas artes marciais estão mais mortais atualmente.

16 Bits: Notamos que você ainda se encontra com outros atores de Mortal Kombat e lutadores de artes marciais como Richard DiVizio (Kano/Baraka), Anthony Marquez (Kung Lao), Sal Divita (Nightwolf/Cyborgs) e Kerri Ann (Sonya Blade). Então gostaríamos de te mostrar algumas personalidades brasileiras que, como ficamos sabendo, também são atores de Mortal Kombat. Você já se encontrou com algum deles?

Pesina: Não me lembro de nenhum deles mas eu posso encontrá-los no futuro. Eu vi que um deles é o seu presidente.

16 Bits: Tivemos a oportunidade de te mostrar uma animação que fizemos os personagens do Scorpions para retratar uma música da banda The Scorpions. Você gosta desta banda? Que música você geralmente escuta?

Pesina: Sim. Eu escuto mais rock clássico e alternativo.

16 Bits: Presumo que seu ninja preferido seja o Scorpion, mas o que realmente queremos saber é qual sua ninja feminina preferida em Mortal Kombat?

Pesina: Na verdade eu prefiro o Sub-Zero. Quando estávamos criando o jogo ele era mais poderoso que o Scorpion, e esse era um dos motivos pelos quais ele vendeu sua alma.
Sobre as ninjas, eu prefiro a Kitana porque quando estávamos criando o jogo havia apenas um uniforme azul.

16 Bits: Ok, então… encontramos esta imagem na internet (que, obviamente, é uma bricandeira). O que você pode nos contar sobre ela?

Pesina: Um fã me enviou e achei hilário! Fãs de Mortal Kombat são muito criativos. Na verdade eu estava em um evento da Intel e estava experimentando um jogo de corrida de realidade virtual.

16 Bits: Tudo bem para você ter brasileiros floodando suas redes sociais? Porque agora seria a parte da entrevista onde dizemos adeus e exibimos suas redes sociais e contato professional.

Pesina: Nunca me aborreceu! Criei uma fanpage porque meu perfil pessoal apenas suportava 5.000 amigos e sou sortudo o suficiente para ter mais que isso. Vocês podem me achar no Facebook (Master Pesina), Instagram (@masterdpesina) e Twitter (@masterpesina).

16 Bits: Mestre Pesina, foi muito divertido. É uma grande honra entrevistá-lo. Como jogadores de videogame, nós adoramos centenas de personagens fictícios. Também te amamos como a pessoa que você é, não apenas por ter dado vida a um personagem que amamos, mas também por ser uma pessoa tão bem-humorada e amigável em nossa comunidade. Também estamos felizes por você, e não o Jean-Claude Van Damme, ter pego aquele papel. 

Pesina: Aquele teria sido um jogo totalmente diferente. Fico feliz que as coisas não funcionaram com aquele game e assim retornaram à ideia original.

Sobre o Blog

Diversão, alegria e jogos eletrônicos! Ou decepção, sofrimento e um pouco mais de jogos eletrônicos? O 16 Bits da Depressão vai abordar os assuntos que estão em alta no universo gamer, sempre com muito bom humor e poucos pixels.

Mais Blog 16 Bits da Depressão