Topo
16 Bits da Depressão

16 Bits da Depressão

Categorias

Histórico

Como se preparar para um apocalipse zumbi na BGS

16 Bits da Depressão

08/10/2019 08h00

A Brasil Game Show é a maior feira de games da América Latina , somando um público total de 1,8 milhão de pessoas em suas 11 edições. Neste ano, o evento será realizado nos dias 9, 10, 11, 12 e 13 de outubro. É claro que a 16 Bits da Depressão e o pessoal da START estarão por lá pra gente bater aquele papo sobre games e outros tipos de bizarrices do bem.

O cenário de um apocalipse zumbi é uma temática bastante difundida na cultura popular, inicialmente abordado no final da década de 60 nos filmes do diretor George A. Romero, e explorado em diversos títulos de videogame.

Levando este hipotético caos para a vida real, e utilizando toda experiência que o entretenimento das ficções-científica nos proveram, preparamos um guia de sobrevivência para um eventual apocalipse zumbi estourando em plena Brasil Game Show.

Reprodução/Geek Publicitário

Importante salientar que o evento é totalmente preparado para comportar todo seu público, com diversas saídas de emergência e ambulatórios, e conta até com uma pequena brigada do Corpo de Bombeiros no local. Por isso, precisamos imaginar um mirabolante panorama onde a maioria das saídas estejam bloqueadas, e os profissionais responsáveis pela segurança já estejam zumbificados.

Se liga nas dicas e boa sorte para sobreviver nesse caos.

Dica #1


Pode parecer uma dica genérica, mas ela é crucial para se sair bem em praticamente tudo na vida. Em se tratando de uma situação de emergência, sua postura de tranquilidade pode assegurar decisões racionais que podem ser definitivas para sua sobrevivência.

Lembrando que você está em um ambiente repleto de corpos cadavéricos ambulantes, então o mínimo desejável é não chamar a atenção deles. Nem sequer cogite pensar que você vai poder pegar um machadinho de emergência para poder abrir caminho pela multidão de zumbis utilizando toda sua experiência com jogos de "Hack and Slash". A menos que você seja o Kratos ou o Jason Momoa, não vai rolar.

Dica #2


Se o contato físico com algum zumbi for inevitável, você certamente não irá querer enfrentar aqueles que estiverem utilizando armaduras de material resistente e até portando armas contundentes. E ainda há cosplayers com peças de roupas leves, o que garante maior mobilidade a eles. Os cosplayers que me desculpem, mas é melhor manter distância.

Dica #3


Não importa o quão ágil ou forte você seja, quando o assunto são hordas de criaturas monstruosas, utilizar a cabeça pode fazer toda a diferença para a sua sobrevivência.
Por sorte, teremos na feira da Brasil Game Show uma especialista no principal jogo de apocalipse zumbi: a Monique, do Resident Evil Database. Se conseguir encontrá-la por lá, conte com a experiência dela para aumentar suas chances de sobrevivência consideravelmente.

Dica #4


Não se engane: a experiência com jogos do tipo de Resident Evil não é suficiente. Isso porque você simplesmente não vai encontrar armas de fogo por lá, e muito menos ervas de cura instantânea.
A principal estratégia seria utilizar técnicas de "stealth" nas busca por alguma saída desbloqueada, então você precisa ter o mapa da feira em mãos. Se conseguir encontrar alguma câmera profissional dos diversos jornalistas que estarão cobrindo o evento, o zoom óptico pode te dar grande vantagem para traçar sua rota de exploração.

Dica #5


Pode parecer outra dica genérica, mas precisamos levar em consideração que as hordas de zumbis podem levar horas e até dias para dispersar de determinadas áreas, fazendo com que você fique impossibilitado de acessar determinados pavilhões. Sendo assim, o fator sobrevivencialismo pode se fazer presente de modo a obrigá-los a se refugiar em alguma área.

Por sorte, há uma praça de alimentação onde você poderá abastecer seus suprimentos, incluindo todas as latas de energético para acumular aquela stamina extra em sua jornada.

Dica #6


Manter-se em um grupo durante situações de emergência pode ser um grande facilitador já que você pode contar com a cooperação de outros indivíduos. Você poderá fazer barricadas mais eficientes, desbloquear caminhos e usar algumas técnicas de distração para atrair hordas de Zumbis para longe do seu caminho.

Só que é preciso atenção na hora de formar seu grupo, já que uma pessoa que esteja nervosa, despreparada ou desatenta, pode acabar colocando todo o grupo em risco com algum ato imprudente.

Dica #7


Quando você está impossibilitado de escapar, o resgate pode ser a única saída. Utilize seu celular para pedir ajuda e torça para alguém acreditar em você. Ah, deixe o celular no silencioso: zumbis não são surdos.

Dica #8


As dicas até aqui contemplaram uma estratégia de sobrevivência tendo em vista o mínimo confronto possível. Contudo, não é difícil de imaginar situações em que o combate é inevitável e você não tem outra alternativa a não ser eliminar um monstrengo de alguma forma. Por precaução, tenha uma arma eficiente consigo.

Precisamos salientar que Zumbis são criaturas imunes a dor, e não irão parar a menos que sua massa encefálica seja completamente destruída. Para isso, armas perfurantes são as melhores opções caso você consiga improvisar utilizando partes de estruturas metálicas. Do contrário, experimente utilizar uma arma contundente de alcance médio como uma barra de ferro: você realmente precisa manter o máximo de distância do seu alvo.

Dica #9


Essa dica nem sempre vai funcionar, mas vale tentar. Caso encontre uma saída viável, tente sinalizá-la para outros eventuais sobreviventes. Mas cuidado, um sinal extravagante demais pode acabar chamando atenção dos mortos-vivos até lá.

Tente sair sem atrair atenção de nenhum zumbi, já que não é difícil imaginar o caos generalizado caso alguma criatura destas escape e acabe transformando uma possível endemia em uma pandemia catastrófica. Entre em contato com autoridades, órgãos de saúde e serviços de emergência.

Dica #10


Esta é a dica de ouro e talvez a mais importante de todas. Se você conseguir sobreviver ao caos de um apocalipse zumbi, a luta pela sobrevivência pode continuar aqui fora. Isso porque é muito comum para pessoas que passaram por situações extremas como esta desenvolverem transtorno de estresse pós-traumático que podem desenvolver ou agravar depressão. E aí o pior "zumbi" acaba sendo aquele que come seu cérebro por dentro dele.

Dando um "pause" em nosso descontraído devaneio, é imprescindível frisar que saúde mental é coisa séria. Não hesite buscar apoio psicológico para restabelecer seu equilíbrio emocional.

Então é isso, minha gente. Para quem vai à Brasil Game Show, lembro novamente que o START estará com um estande por lá, e nós da 16 Bits da Depressão estaremos perambulando ali pelos arredores. Ao nos encontrar, não hesite em vir bater aquele papo sobre games e dar aquele abraço – só aceito se você ainda estiver vivo.

Sobre o Blog

Diversão, alegria e jogos eletrônicos! Ou decepção, sofrimento e um pouco mais de jogos eletrônicos? O 16 Bits da Depressão vai abordar os assuntos que estão em alta no universo gamer, sempre com muito bom humor e poucos pixels.

Mais Blog 16 Bits da Depressão