PUBLICIDADE

Topo

Histórico

De Zelda até Dark Souls: 10 personagens imortais dos games

16 Bits da Depressão

26/02/2020 11h42

A Quarta-Feira de Cinzas é o primeiro dia da Quaresma e convida à reflexão sobre a mortalidade. Para os cristãos, é um período em que a crença na remissão pelos pecados rege um novo estilo de vida. As cinzas também simbolizam a fragilidade da vida e servem como lembrete de que somos pó, e ao pó voltaremos.

Os personagens que listaremos abaixo são imunes a esse sermão já que, para eles, a vida não é apenas um sopro. Seja por maldição ou graça outorgada para cumprir um propósito maior, estes seres vagarão por toda eternidade de pé.

Sem mais delongas, vamos conferir a lista das pessoas que não precisam coletar cogumelos verdes para que seus dias se prolonguem no mundo.

1 – Kain (Legacy of Kain)

Como criaturas vampirescas não podiam faltar na lista, Kain é o imortal que abre os trabalhos fazendo uma referência clara ao personagem bíblico Caim.

Fãs do RPG de mesa Vampiro: A Máscara, que também rendeu boas adaptações para os games, reconhecerão a relação de Caim com o universo dos vampiros como o primeiro amaldiçoado pela sede de sangue.

2 – Vincent Valentine (Final Fantasy)

Vincent é o personagem de Final Fantasy cuja imortalidade é fruto de experimentos genéticos semelhantes aos que tornaram Sephiroth um dos principais antagonistas da série. Felizmente, os efeitos colaterais desses experimentos não afetaram a capacidade emotiva  ou a compaixão de Vincent. O eterno mocinho da capa vermelha até ganhou um spin-off de Final Fantasy 7 chamado Dirge of Cerberus, levando um inusitado shooter de terceira pessoa aos fãs da série.

3 – Shang Tsung (Mortal Kombat)

O sangue está para vampiros assim como as almas estão para Shang Tsung, figurinha carimbada de Mortal Kombat. Isso porque a condição de imortalidade exige alguns requisitos, o que até poderia servir como um alívio caso a vida eterna se tornasse um fardo. Não parece ser o caso de Shang Tsung, já que a ânsia pela coleta de almas o faz marcar presença antagônica em diversos jogos da série de luta.

via GIPHY

4 – Chakan (Chakan: The Forever Man)

Referindo-se à imortalidade como um fardo, Chakan (carinhosamente conhecido como "cosplay de Eddie, do Iron Maiden") entra na lista como o imortal arrependido. A narrativa do personagem gira em torno de sua busca para desfazer sua angustiante condição perpétua.

Chakan: The Forever Man é um dos jogos mais difíceis de toda era 16 bits, e tudo parece conspirar a favor do desejo de morte do protagonista. Com vidas infinitas e uma ampulheta que faz resetar o progresso das fases após um certo período, o jogo vence o jogador por uma das formas mais antigas de vitória: a desistência.

5 – Chosen Undead (Dark Souls)

Aqui temos o personagem principal de um jogo que bebe direto da fonte de Chakan, não apenas pela imortalidade ou pelo fator dificuldade, como também pela variedade de armas e recursos mágicos encontrados ao longo da jogatina.

Em Dark Souls, a imortalidade não surge como maldição ou fruto de um experimento. Ela é o cumprimento de uma profecia que anunciava a chegada de um guerreiro morto-vivo crucial para a continuação da Era do Fogo.

6 – Ganon (The Legend of Zelda)

A questão da imortalidade do principal vilão da série The Legend of Zelda parece não ter sido resolvida de forma explícita, levando a discussões calorosas entre os mais entusiastas da série. Alguns entendem que ele possuía imortalidade apenas quando em posse da Triforce, por isso consegue ser "morto" ao fim do jogo Twilight Princess.  Outros já o consideram um ser etéreo motivado a reencarnar sempre que possível para dominar o mundo. Deixando as dúvidas de lado, vamos concordar que os seres canonicamente imortais de The Legend of Zelda são as galinhas.

via GIPHY

7 – Ivy (Soul Calibur)

Viver para sempre não é um privilégio ou maldição exclusivamente masculina. Ivy é uma das principais lutadoras da série Soul Calibur e conta com uma pequena vantagem: ela não morre, no máximo perde algumas batalhas.

No caso de Ivy, a imortalidade acabou sendo atribuída em uma mirabolante explicação contida em um livro de artwork do quinto jogo. Sem demagogias entre nós, essa cartada de não envelhecimento parece existir apenas para justificar um corpo jovem e esbelto após 17 anos dos eventos do último jogo.

8 – Shadow the Hedgehog (Sonic The Hedgehog)

Até hoje estou pasmo desde que descobri que o ouriço rubro-negro é imortal. Conhecia Shadow apenas pelos memes e sequer tive contato com algum jogo em que ele aparece. Pesquisando sobre sua origem, acabo descobrindo que sua imortalidade vem de uma síntese genética que utiliza DNA extra-terrestre e é resultado de um experimento realizado pelo avô do Dr. Robotnik.

Se algum dia o universo cinematográfico de Sonic resolver aumentar a classificação indicativa, já tem um personagem com uma narrativa bem interessante e digna de protagonismo.

via GIPHY

9 – Oro (Street Fighter)

A franquia Street Fighter não poderia ficar de fora da lista, e seu representante dos highlanders é Oro. Diferentemente da origem da imortalidade apresentada nos personagens anteriores, aqui ela é obtida através de longos anos de prática de uma arte marcial refinada que canaliza energia em forma de "ki". Muito além da técnica do "Satsui no Hado", os poderes adquiridos por Oro ainda incluem telecinese e resistência a condições atmosféricas extremas.

10 – Mew (Pokémon)

Mew é aquele Pokémon enigmático que merecia um artigo próprio para destrinchar os acontecimentos em torno de sua origem. Para resumir, desenvolvedores do jogo de Game Boy inseriram a criatura no game e mantiveram segredo apenas para que pessoas exclusivas tivessem acesso a ela. Contrariando as expectativas,  jogadores encontraram um glitch capaz de desbloquear Mew, e levaram a informação a público. Com isso, a diretoria da franquia acabou abraçando a 151º criaturinha canonicamente e o presenteou com uma narrativa bem especial. Com imortalidade inclusa, é claro.

via GIPHY

___________________________________________________________________________________________________________________________________

A lista chegou ao fim e, diferentemente desses personagens, em breve nossa vida também chegará. Aproveite o máximo que puder e, sempre que possível, confira o conteúdo aqui do START.

Sobre o Blog

Diversão, alegria e jogos eletrônicos! Ou decepção, sofrimento e um pouco mais de jogos eletrônicos? O 16 Bits da Depressão vai abordar os assuntos que estão em alta no universo gamer, sempre com muito bom humor e poucos pixels.